Município Verde Azul

US7 – AÇÃO NO VERDEAZUL DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL COM FOCO EM “FRAGILIDADES E POTENCIALIDADES DO USO DO SOLO”.

DIAGNOSTICO

O município de Santa Cruz da Esperança faz parte da Região metropolitana de Ribeirão Preto, distando aproximadamente 316 km da Capital Paulista via acesso pela Rodovia SP 340 e 351 km acesso pela SP 330.

O território do município possui cerca de 148 km² , com bioma Mata Atlântica e Cerrado. De acordo com as informações do LUPA/CATI– Levantamento Censitário das Unidades de Produção Agropecuária do Estado de São Paulo a área cultivada do município tem maior predominância a cultura da cana de açúcar, seguido de braquiárias e milho; ainda aparecem as culturas café, gramas, eucalipto, colonião, capim napier e limão, porém em proporcionalidade muito menor as três primeiras categorias supracitadas. Ainda de acordo com os dados do LUPA/CATI sobre a exploração animal podemos destacar a presença da bovinocultura de corte e leite, equinocultura, suinocultura, ovinocultura e avicultura ornamental.

Diante do exposto, podemos dizer que é de suma importância à temática “Uso do Solo” para o município, visto que inúmeras são as potencialidades do solo que contribuem para que as atividades de produção agropecuária sejam executadas propiciando assim sua contribuição para economia local. Por outro lado, temos a fragilidade dos solos, uma vez que a utilização do solo sem os devidos cuidados causam prejuízos que podem ser irreversíveis.

Neste sentido, a Prefeitura de Santa Cruz da Esperança visando a construção de valores sobre a importância da conservação do solo e consequente mudança de atitudes negativas iniciou um processo de Educação Ambiental continuada, conforme seguem descritos nos tópicos abaixo.

 

PROPOSTA

Sensibilizar os produtores rurais quanto a potencialidade e as fragilidades do solo, com ênfase na aplicação de técnicas conservacionistas objetivando a construção de valores e conhecimento sobre o uso do solo.

Pra atingir a proposta a metodologia utilizada está sendo um CICLO DE PALESTRAS ao longo do ano e o TRABALHO DE EXTENSÃO RURAL, ou seja, o acompanhamento nas propriedades rurais com a presença de um técnico responsável, conforme descrito no Quadro 1 abaixo.

 

Quadro 01 – Cronograma do ciclo de Palestras e Detalhamento do trabalho de extensão Rural. Fonte: Prefeitura Municipal, 2018.

 

CICLO DE PALESTRAS

 

 

Tema da Palestra

 

Público

Alvo

 

Período de execução

Status
 

Executado

 

Planejado

Cooperativismo e associativismo  

Produtor Rural/

Público não formal

 

Outubro 2017

a Março 2018

X
Reprodução e protocolo de fertilidade na bovinocultura de leite X
Manejo estratégico de carrapatos X
Nutrição para Bovinocultura de leite X
Produçaõ Sustentável  

X

 

TRABALHO DE EXTENSÃO RURAL – ACOMPANHAMENTO EM CAMPO

 

 

Atividades desenvolvidas

 

 

Descrição do trabalho

 

Período de execução

Aplicação do protocola de boas práticas agropecuárias.  

A Prefeitura Municipal disponibiliza aos proprietários rurais o apoio de um técnico em agropecuária para o trabalho de extensão rural.

 

Período integral.

 

Segunda a sexta-feira em horário comercial.

Gestão Ambiental.
Gestão Econômica e administrativa.
Responsabilidade social e organizacional rural.
Protocolo de atividades da bovinocultura de leite.
Manejo de animais.

 

 

FERRAMENTA DE COMUNICAÇÃO AMBIENTAL

Como ferramenta de comunicação ambiental foi utilizado o site oficial da Prefeitura de Santa Cruz da Esperança, conforme comprovação do link e imagem a seguir.

 

COLOCAR O LINK E TAMBÉM A IMAGEM/PRINT DA PUBLICAÇÃO – alterar a fonte caso não seja o site da Prefeitura.

 

EXECUÇÃO

O Técnico de agropecuária Sr. Gustavo Aparecido Maciel de Almeida foi contratado pela Prefeitura Municipal para que possa auxiliar os produtores rurais na elaboração e acompanhamento das suas atividades, visando colaborar principalmente com os pequenos produtores rurais do município, levando conhecimento e apoio técnico.

Desta forma, são realizados encontros que fazem parte de um ciclo de palestras, onde a Educação Ambiental com foco na potencialidade e fragilidade do solo é abordada, levando em consideração a peculiaridade de cada propriedade rural visitada. Trata-se de um processo contínuo, que visa sensibilizar os produtores de acordo com os problemas encontrados em suas propriedades, tais como erosões e voçorocas, e a importância de preveni-las com técnicas e equipamentos adequados para o trabalho de reparação e/ou prevenção, bem como visando sensibilizar os produtores rurais quanto ao adequado manejo do solo, assegurando a estrutura, fertilidade e porosidade.

De outubro de 2017 até o mês de março de 2018 foi realizado um ciclo de palestras para os produtores rurais com o objetivo de levar conhecimento sobre os diversos assuntos. Segue abaixo o conteúdo programático detalhado das palestras que já foram executadas.

  • 1-Cooperativismo e associativismo: O tema abordado tem como objetivo ensinar os produtores associados técnicas de como se desenvolver cada vez melhor, exemplos de associações de sucesso, os seus trabalhos desenvolvidos e qual o real objetivo de uma associação.
  • 2-Reprodução e protocolo de fertilidade na bovinocultura de leite: Palestra trata das dúvidas frequentes dos produtores de leite, ensina sobre o quadro de reprodução bovina (como acompanhar ciclo de monta) e técnicas de Inseminação artificial.
  • 3-Manejo estratégico de carrapatos: Doutora Márcia da Universidade Barão de Mauá por meio dessa palestra ensinou sobre os ciclos de vida do carrapato, procedimentos para fazer analise de quantidade de carrapatos no animal, principio ativo para combate de pragas (analise em laboratório), formas de aplicação do produto e equipamentos de proteção para aplicação.
  • 4-Nutrição para Bovinocultura de leite: Abordou sobre as necessidades corporais do animal, alimentação de ruminantes, necessidades energéticas, período de secas, dúvidas frequentes dos produtores e tipos de forrageiras mais utilizadas na bovinocultura.

 

Além do ciclo de palestra, a Prefeitura realiza o trabalho de Extensão Rural, desta forma garante ao proprietário rural o acompanhamento na execução das atividades de sua propriedade, priorizando a qualidade dos serviços desenvolvidos. A seguir são detalhadas as atividades já desenvolvidas até o momento.

 

Quadro 02 – Detalhamento das propriedades e atividades desenvolvidas do programa de Extensão Rural Fonte: Prefeitura Municipal, 2018.

 

Propriedade Proprietário Área

(hectares)

Descrição das atividades desenvolvida na Propriedade junto com os Produtores Rurais
 

 

 

 

 

 

 

 

Sítio Ágape de Deus

 

 

 

 

 

 

 

 

Eudi Ganga Carregari

 

 

 

 

 

 

 

 

4,48

ü  Técnicas de conservação de solo (construção de curvas de nível);

 

ü  Anos sem cuidado leva a baixa fertilidade e produção do solo, para resolução desses problemas as aplicações e técnicas de conservação de solo são necessárias para que a nova atividade agrícola seja implantada seja feita com sucesso (Produção de mandioca);

 

ü  Recuperação de solo degradado (analise de solo, calagem e gradeação).

 

 

 

 

Sítio São Francisco

 

 

 

Matheus Albaneze

 

 

 

6,5

ü  Analise de solo e interpretação para preparo de solo;

 

ü  Orientação para adesão de pasto rotacional;

 

ü  Medição de área para pastagem.

 

 

 

 

 

 

 

Estância J.A

 

 

 

 

 

 

João Antônio do Nascimento

 

 

 

 

 

 

12,7

ü  Medição de área para pastagem;

 

ü  Orientação sobre compra de animais e medicamentos.

 

ü  Orientação para produtores rurais interessados em começar uma associação de produtores rurais;

 

ü  Acompanhamento de reformas de estradas rurais.

 

 

RESULTADO

De outubro de 2017 até o mês de março de 2018 foram realizadas 4 palestras, beneficiando em torno de 20  produtores rurais do município de Santa Cruz da Esperança, por ser uma ação contínua nosso objetivo vem sendo alcançado a cada encontro realizado junto aos produtores rurais. Essa ação visa à construção de valores e mudanças de atitudes quanto a adoção de práticas conservacionistas do solo.

Quanto ao apoio de extensão rural, temos como resultado, também referente ao período supracitado 3 propriedades já atendidas, conforme detalhamento no quadro 02. No desenvolvimento deste trabalho diversos aspectos foram abordados juntamente com os proprietários rurais in loco, mais de nove atividades foram trabalhadas garantindo assim a execução de forma correta com o acompanhamento técnico especializado.

RELATÓRIO FOTOGRÁFICO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *