Teve início com sucesso o 3º Fórum da Educação de Santa Cruz
Criado em 10/4/2015 -
Neste ano, três das seis palestras serão às 17 horas
A prefeitura de Santa Cruz da Esperança e a secretaria da Educação lançaram nesta quinta-feira (9), o 3º Fórum da Educação, em cerimônia realizada no Centro Social Urbano – CSU. O evento já se transformou em referência regional e atrai professores de diversas cidades. Nesta edição, o tema é “Ler e Interpretar o Mundo” – Novas Competências para uma Aprendizagem Significativa. O fórum terá duração de sete meses e o seu encerramento está previsto para o mês de outubro. “A cada ano introduzimos novidades, sempre com o intuito de melhorar a qualidade e ampliar o debate sobre educação”, diz a secretária Wanda Ely Brito Costa.
Neste ano, a exemplo dos anteriores, alunos, professores e funcionários do ensino municipal irão participar do 3º Concurso Literário Estudantil, que terá como tema “Histórias que ouvi e gosto de contar”. A premiação dos vencedores e o lançamento da 3ª Coletânea Literária Estudantil está marcada para novembro. O 3º Fórum da Educação de Santa Cruz da Esperança é organizado pela Coringa Soluções em Desenvolvimento Educacional e tem o apoio do Agora Sistema de Ensino.
Para este ano estão previstas seis palestras, exceção ao mês de julho, férias escolares. A primeira ocorreu na abertura do evento, quando a professora Regina Shudo falou sobre a “importância do planejamento nas ações educativas”. Ela é autora de diversos livros didáticos e desenvolveu uma coleção para crianças da Educação Infantil, livros de Alfabetização e Literatura Infantil. Também é autora da coleção “Brincar e Pensar”.
Em maio, também às 19 horas, será a vez da professora Luciana Maria Caetano, doutora e mestre em psicologia escolar e desenvolvimento humano pela USP, que irá abordar “o papel da família na educação dos filhos”. Em junho, no horário das 17 horas, Santa Cruz recebe novamente o professor Eduardo Kopp, mestre em jogos corporativos e dinâmica de grupo, que ficará responsável por uma oficina sobre “aprendizagem coorporativa”. Kopp participou do 2º Fórum e sua palestra foi um sucesso.
Para o mês de agosto, também às 17 horas, está prevista a oficina/debate “um novo olhar para a inclusão” (participação especial: APAE) com a professora Fabiana Lúcia Squartizzi, pedagoga com especialização em deficiência intelectual, educação especial e psicopedagogia nos âmbitos clínico e institucional. Em setembro, às 17 horas, o tema será a “matemática emocional: afeto na aprendizagem da matemática”, com a participação da facilitadora Solange Maria Foffano Rocha. O Fórum será encerrado, em outubro, às 19 horas, pelo professor Dilson Catarino, que abordará o tema “a língua portuguesa e o caçador de sabedoria”. Ele é especialista em ética e valores morais na educação em psicopedagogia, além de especialista em gramática da língua portuguesa.

Começa a concretagem do alicerce da escola de seis salas de Santa Cruz
Criado em 4/4/2015 -
A escola de seis salas de Santa Cruz da Esperança já está em fase de concretagem dos baldrames. A obra está orçada em mais de R$ 1 milhão e está sendo construída com recursos federais. Ela será a primeira escola municipal de ensino fundamental da cidade. Atualmente, as aulas são ministradas na escola Olympio Pereira Conceição, cujo prédio pertence ao governo do estado. “Trata-se de uma grande conquista para a nossa cidade e também para as nossas crianças e professores, que terão espaço próprio dentro de pouco tempo”, diz a secretária da Educação Wanda Ely Brito Costa.
A escola será construída na rua Santo Lunardello e a previsão de término é para o final do ano. “Essa é mais uma conquista da prefeitura de Santa Cruz, que mantém outras obras de grande porte em andamento, como é o caso da creche-escola, da UBS 1, do centro aquático com duas piscinas e, futuramente, do campo de futebol. No final do ano inauguramos o primeiro terminal rodoviário da história da cidade”, disse.
O projeto das seis salas em de Santa Cruz da Esperança foi possível após o município ter incluído em seu Plano de Ações Articuladas (PAR) a necessidade da escola. O PAR é o planejamento multidimensional da política de educação que os municípios, os Estados e o Distrito Federal devem fazer para um período de quatro anos com o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), que disponibiliza aos municípios, Estados e ao Distrito Federal projetos padrão para a construção de escolas do modelo Espaço Educacional Urbano e Rural.
O projeto oferecido pelo FNDE possui salas com capacidade para 36 alunos por período. Todos possuem áreas de serviço, administração e pátio coberto. A escola também terá, de acordo com o projeto padrão, sala de leitura e de informática. Cada sala de aula tem área de 48 m². Santa Cruz da Esperança tem 280 alunos matriculados no ensino fundamental 1 e 2. “O investimento da prefeitura em educação tem sido muito grande e o prefeito não mede esforços para que nossas crianças recebam ensino de qualidade”, afirma a secretária.

PORTAL DA TRANSPARENCIA

ACESSO A INFORMACAO

PRÓXIMOS EVENTOS:
Prefeitura de Santa Cruz da Esperança
Rua Angelina Reghini Fontanetti, 457 – Centro - CEP 14250-000
PABX: (16) 3666-1115